Com mais R$ 800 milhões arrecadados, RS bate meta de pagamento antecipado do IPVA

A Secretaria da Fazenda confirmou, nesta quarta-feira, que o Rio Grande do Sul bateu a meta de arrecadação com o Imposto sobre a Circulação de Veículos Automotores (IPVA) antecipado para 2019. Foram pagas 966.486 guias, gerando receita de aproxim

adamente R$ 819 milhões. Esse montante representa R$ 82 milhões a mais do que a meta inicial, que era de angariar R$ 737 milhões até o dia 28 de dezembro.

No Estado, cerca de 3,7 milhões de veículos recolhem o IPVA (vale lembrar que carros fabricados antes do ano 2000 são isentos do imposto). Ao todo, a Fazenda espera arrecadar R$ 2,8 bilhões divididos entre o Estado e os municípios, conforme o emplacamento do carro. Em nível estadual, o ingresso da verba antecipada vai para o pagamento de credores e da folha.
Quem pagou o imposto até o dia 28 de dezembro recebeu desconto de até a 25,48%. Agora, o desconto máximo chega a 22,4%, percentual que vale para o mês de janeiro. Para obter o abatimento, o condutor deve somar as vantagens dos programas do Bom Motorista e do Bom Cidadão. Para se habilitar ao parcelamento, o proprietário do veículo precisa pagar a primeira parcela até 31 de janeiro.

Como pagar?

A Secretaria da Fazenda explica que, para quitar o imposto, o proprietário deve apresentar Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Junto com o IPVA, é possível pagar o seguro obrigatório (DPVAT), taxa de licenciamento e multas de trânsito.