Sete municípios fundarão cooperativas escolares

As cooperativas escolares são um laboratório de aprendizagem, que atuam dentro das escolas, tendo o aluno como protagonista. Na região, dois municípios já desenvolvem o programa – Planalto e Erval Seco –, totalizando cinco cooperativas. A partir deste ano, outros sete contarão com as cooperativas escolares – Saudades, São Carlos, Palmitos e Maravilha, em Santa Catarina, e Vicente Dutra, Rodeio Bonito e Iraí, no Rio Grande do Sul. Para sensibilizar os gestores destas instituições sobre a instalação, aconteceu um encontro em Frederico Westphalen, no dia 18. Durante a programação, foi esclarecido que o objetivo do programa é fomentar quatro pontos principais – o empreendedorismo social, a formação de lideranças, a educação financeira e a inclusão social. Além disso, as cooperativas escolares estimulam os quatro pilares da educação da Unesco para o século 21 – aprender a conhecer, a fazer, a conviver e a ser. Para isso, de acordo com o assessor pedagógico das cooperativas escolares, Everaldo Marini, é necessária a sensibilização para mostrar aos professores, aos diretores, ao setor pedagógico das escolas, aos secretários de Educação, o que são as cooperativas escolares, como elas vão funcionar nas escolas, qual o papel pedagógico e como interagem com as disciplinas escolares.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *